PREVISÃO DE INICIO

 

 

CARGA HORÁRIA TOTAL: 96 horas, distribuídas em três (03) Módulos de 32 horas.

O aluno só receberá Certificação após a conclusão dos três Módulos.

O conteúdo programático apreendido em cada um dos Módulos serão pré-requisito para a realização do outro, terminando com o terceiro Módulo.        

 

INSCRIÇÃO

 

BLICO – ALVO: 

Técnicos em Enfermagem e Enfermeiros. Serão aceitos acadêmicos dos cursos técnico e graduação em enfermagem. 

 

OBJETIVO:  

Garantir o aprimoramento da competência técnica para os técnicos de enfermagem.

 

EMENTA:

O curso de Capacitação de Procedimentos de Enfermagem visa consolidar as técnicas  dos profissionais de Enfermagem para um atendimento humanizado e diferenciado na atenção a assistência.  

 

INSCRIÇÕES:
Secretaria da Escola de Enfermagem Praça da Cruz Vermelha- N° 10/12 - 2º andar – Centro - Rio de Janeiro Funcionamento: 2ª a 6ª feira – das 10h às 19h

 

Telefone de contato: 21 2508-9090

Cursos Livres: +55 (21) 97343-6796

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

 

Módulo 1: 32 horas

  • Práticas de higiene- Higienização total ou parcial , demonstração das técnicas Aspersão - banho de chuveiro;2- Imersão - banho na banheira;3- Ablução - jogando pequenas porções de água sobre o corpo;4- No leito - usado para pacientes acamados em repouso absoluto.  Um banho completo no leito limpa a pele, estimula a circulação, proporciona um exercício leve e promove conforto;– O banho possibilita ao enfermeiro avaliar a condição da pele, a mobilidade articular e a força muscular;– O banho pode ser completo ou parcial.

  • Manutenção de técnica limpa durante o manuseio do sistema de drenagem-  Conforme Normativa do COFEN  Resolução nº 450/2013 Elaborar, rever e atualizar protocolos em conjunto com o CCIH e demais membros da equipe multidisciplinar, sobre cateterismo vesical, segundo evidências científicas;  Participar do processo de aquisição do cateter vesical, da bolsa coletora e demais insumos necessários ao procedimento;  Garantir que somente profissional Enfermeiro treinado faça a inserção dos dispositivos urinários;  Garantir que os suprimentos necessários para uma técnica asséptica de inserção do cateter estejam disponibilizados;  Escolher cateter de menor calibre possível, que garanta a drenagem adequada, a fim de minimizar ocorrências de trauma;  Seguir práticas assépticas durante a inserção e manipulação do cateter vesical;  Encher o balão de retenção com água destilada, pois as soluções salinas, ou  que contenham outros eletrólitos, trazem risco de cristalização após longos períodos, o que pode dificultar a deflação no momento da retirada do cateter;  Higienizar as mãos antes, durante e após a inserção e manipulação do cateter vesical;  Utilizar um sistema de drenagem urinária.

  • Monitoramento do balanço hídrico- Objetivos do Balanço hídrico, consideração de entrada e saída, folha de controles, cuidados da equipe de enfermagem.

  • Ingestão e eliminação de líquidos- aguar corporal, funções da água no corpo humano, equilíbrio hídrico, obtenção e eliminação de água.

 

 

Módulo 2- 32 horas

 

  • Fornecimento de Oxigênio-  Definição: Oxigenoterapia, efeitos fisiológicos e tóxicos do oxigênio, restrições e complicações do uso de cateteres, tipos e métodos de administração de oxigênio.

  • Sondagem gástrica com Sonda Duboff ou Naso- enteral e Nutrição Parenteral- Indicação para uso de sondas, orientações e cuidados, limpeza, higiene e fixação, complicações do uso da sonda, instalação da sonda.

  • Nebulização- Finalidade, Indicações e contra-indicações da NBZ, materiais necessários para instalação, descrição da técnica do procedimento da NBZ.

  • Posições para exames- Posições no leito para exames, quais exames são submetidos. Indicações e contra-indicações das posições.

  • Prevenção de lesões por pressão- Para que prevenir as lesões por pressão, fatores de risco, cuidados para prevenir, importância a avaliação de risco, o que não fazer para agravar os ferimentos, técnicas de curativos para lesões por pressão nos seus estágios, manuseio com os pacientes.

  • Sondagem Nasogástrica- objetivo, sonda aberta e sonda fechada, material e técnica para passagem da sonda e material necessário, cuidados de enfermagem, sonda orogástrica material necessário.

  • Administração de insulina- Diferença de Diabetes tipo I e II,  finalidade da insulina, técnicas para aplicação da insulina, material necessário, locais de aplicação.

 

 

Módulo 3- 32 horas

 

  • Monitoramento e registro de queixas dos clientes- Monitoramento da dor, monitoramento da qualidade e recomendações de boas práticas na assistência ambulatorial.

  • Condições do sistema de drenagem-Cuidados ao paciente submetido a drenagem de tórax, tubos torácicos, material para drenagem, enfermagem na assistência, cuidados intensivos de enfermagem no dreno.

  • Débito urinário-  Definição, monitoramento d paciente, mensuração do débito urinário, diminuição do volume urinário.

  • Coleta de material para exames- Coleta de hemocultura e urocultura. Definições, Procedimentos e material.

  • Anotação de enfermagem na admissão do cliente- Tipos de anotações; Roteiro para anotação de enfermagem; Etapas do processo da anotação de enfermagem; importância e critérios; Características gerais das anotações de enfermagem, anotação de transferência do paciente.

  • Aspiração oro traqueal – Definição, objetivo, Técnica de aspiração, tipos de aspiração, Sistema fechado, técnica do sistema aberto, material necessário para aspiração.

  • Assistência de enfermagem ao cliente com tração- Tratamento de fraturas; objetivo da tração; princípios da tração; complicações decorrentes das trações; cuidados de enfermagem no curativo.

 

  • Assistência de enfermagem ao cliente no pré-operatório- Classificação de acordo com a finalidade; Classificação da cirurgia por potencial de contaminação; nomeclaturas cirúrgicas, cuidados de enfermagem no pré-operatorio mediato e imediato; prevenindo infecções

 

  • Assistência de enfermagem ao cliente no pós operatório- Cuidados básicos no pós-operatório; importância do pós-operatório; sub divisões do pós-operatório; Intervenções de enfermagem;

  • Cateter venoso central- Definição; locais de inserção; cuidados de enfermagem;curativos, atenção aos sinais de infecção.

  • Cuidados com a traqueostomia-objetivos;  indicações, tipos de traqueostomias; classificação quanto a localização da abertura; possíveis complicações; cuidados de enfermagem ao paciente traqueostomizado.

  • Cuidados de enfermagem na administração de dieta e medicamentos  por sonda gástrica ou sonda Duboff-  Sondagem gástrica, sondagem orogástrica; indicações, objetivos; complicações, objetivo; sondagem enteral, objetivos, complicações, cuidados, técnica (material para sondagem orogástrica), técnica para sonda nasogástrica, procedimento da retirada das sondas.

  • Enteroclisma- O que é, indicação, material, cuidados no procedimento, técnica do procedimento.

 

Metodologia:

As aulas serão apresentadas em sala de aula através de datashow e eventualmente em quadro negro, e quando pertinente material prático.

 

Material:

Será necessário o uso do laboratório contendo, medicações diversas e equipamentos e materiais: como bomba infusora, equipo de soro, seringas (tamanhos diferentes 20ml, 10ml 5ml e de insulina), agulhas (tamanhos diferentes), luvas de procedimento, luvas estéreis,esparadrapo, xilocaína gel, sondas de Levine, gaze, estetosópio, saco coletor e extensão, sonda de aspiração com válvula, máscara descartável padrão, aspirador portátil(caso não possua sistema á vácuo), 1 frasco coletor, 1 bandeja, 18 ampolas de água destilada, 1 máscara para traqueostomia , cãnulas de TQT de tamanhos diferentes, faixas de ataduras, álcool 70%, sondas Fley (tamnahos diferentes), bolsa coletora de urina, pinças Pen e Kelly reta, Sonda Duboff e Enteroclisma Equipo para dieta parenteral e o alimento industrializado, mascaras de oxigênio, macro, micronebulização e Cpap.